Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

30/07/2014

Autor da vez # 02


E aí pessoal, como estão?

Hoje venho aqui para fazer mais um post sobre o Autor da vez. E desta vez, o escolhido foi o criador do Menino Maluquinho, isso mesmo!!

Ziraldo Alves Pinto nasceu no dia 24 de outubro de 1932, em Minas Gerais. Além de escritor, é cartunista, chargista, pintor, jornalista, teatrólogo e chargista.

Começou sua carreira na década de 1950, mas a fama veio apenas na década de 1960 com o lançamento da primeira revista em quadrinhos brasileira feita por um só autor: A Turma do Pererê.

Engana-se quem pensa que o talento de Ziraldo sempre esteve voltado para a Literatura Infanto-Juvenil. Durante o Regime Militar, junto com outros humoristas, fundou o mais importante jornal não-conformista da história da imprensa brasileira: O Pasquim. E por conta de seu intenso trabalho de resistência à repressão, foi preso por ser considerado um elemento perigoso.

No ano de 1969, lançou seu primeiro livro infantil, FLICTS, conquistando milhões de fãs por todo o mundo. Resolveu dedicar-se, a partir de 1979, a produção de livros para crianças e em 1980, deu vida a O Menino Maluquinho, um dos maiores fenômenos de todos os tempos! Sendo que já sofreu diversas adaptações, seja para teatro, cinema, quadrinhos, ou internet.

                                 

Outro livro que marcou muito a minha infância, foi Uma professora muito maluquinha! Amo essa história e mesmo depois de ter lido o livro, lembro que ia na biblioteca e ficava folheando-o diversas vezes... Um dia espero conhecer esse autor que tanto amo!

Escolhi algumas obras do autor, principalmente as que li, para dividir com vocês:


O Menino Maluquinho
Uma Professora muito Maluquinha
Menina Nina
A Turma do Pererê
Um, dois, feijão com arroz
Tia Nota Dez
Mineirinho - O comequieto
O Menino quadradinho
Lição de Geografia
Bonequinha de Pano
Um F chamado Fred
O bichinho da maçã
                              

E aí, mais alguém fã do Ziraldo? Já leu algumas destas obras? Conte-me nos comentários ;)
Espero que tenham gostado!

Beijos e até a próxima!





28/07/2014

Maurício de Sousa homenageia Ariano Suassuna



De acordo com o site do G1, o cartunista e criador da Turma da Mônica, Maurício de Sousa, divulgou na última sexta-feira (25/07) sua homenagem ao escritor Ariano Suassunaque faleceu após sofrer um acidente vascular cerebral.

O desenho mostra o personagem Anjinho lendo uma famosa frase da obra O Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna: 


Só sei que foi assim.

Frase, esta, reproduzida pelo personagem Chicó na peça teatral escrita em 1955, que se tornou uma marca da obra do paraibano. 

Ao fundo do desenho, está Ariano Suassuna ao lado de Nossa Senhora Aparecida, que também aparece na obra mais famosa do autor.

O escritor, dramaturgo e poeta paraibano morreu aos 87 anos na quarta-feira (23), no Recife.

E infelizmente, mais uma vez, o Brasil perde um de seus grandes talentos...

Obrigada, Ariano Suassuna!

27/07/2014

# Capas x Amizade

Oi pessoal! Tudo bem?

Como o Dia do Amigo é comemorado no dia 20 de julho, resolvi fazer (mesmo que atrasado) um post em especial uma seleção de capas de livros sobre amizade.

Vamos conferir?

SELEÇÃO 1


Não conhecia o livro Memórias de um amigo imaginário, mas achei tão fofa a capa que decidi colocar junto na seleção. Amigas (im) perfeitas vi recentemente um blog (não lembro qual no momento, perdão) e amei a resenha, estou louca para ler! E o livro do lindo do Bob que conta a história de um homem e seu animal de estimação.

SELEÇÃO 2


Minha vida fora de série supeeeer lindo! Cartas entre amigos com uma narrativa incrível e quero muito ler Amigas para sempre, muito ansiosa pela leitura.

SELEÇÃO 3


Amigo é comigo relembra tanto a minha infância *o* Os outros dois ainda não li, mas tenho o da Clarice Lispector cuja premissa parece ser muito boa...


Bem, e é isso pessoal. Espero que tenham gostado da minha seleção de capas.

Beijos e até o próximo post.

26/07/2014

Divulgação: União dos Autores


Olá pessoal!

Hoje venho contar para vocês que o Álbum de Leitura fechou parceria com a União dos Autores, um grupo formado por 20 escritores em prol da divulgação e valorização da Literatura Brasileira.


Para que vocês conheçam um pouco sobre cada um desses autores, foi realizada uma pequena entrevista com eles. Vamos conferir?!

1- Que conselhos você daria para quem está iniciando a carreira de autor?.

2-Qual o gênero/estilo você escreve? 

Confiram abaixo as respostas:



Morgana e Charles - Giselle Trindade

1- Bom, primeiro de tudo, tenha persistência e muita vontade de trabalhar. Leia e estude bastante, revise seu texto e se possível procure sempre a ajuda de profissionais.

2- Romance de Fantasia.



Essência - Willian Saints / Fanpage

1- Escreva, escreva e escreva. Se esse for seu sonho faça-o se realizar, e nunca, nunca desista mesmo que aconteça ou o que digam algo em relação a esse dom que não é valorizado no Brasil.

2- Sou uma pessoa muito romântica e isso se retrata no meu gênero literário, romance é a minha praia com uma boa dose de sobrenatural.


Dayana Araújo - A Garota do Ônibus / Fanpage

1- Tenha muito paciência! Nem tudo são flores neste caminho, é preciso pesquisar muito, desde revisores a editoras. A carreira é árdua e irá aparecer mais motivos para desistir do que insistir. Confie no seu trabalho e vá em frente, não se deixe abater pelas pedras que irão aparecer em seu caminho.As coisas acontecem na hora certa e se você trabalhar por isso, sua hora também vai chegar. 

2- Escrevo chick-lit, teen, jovem adulto.



MS Dehlia - Anjo Vendido e Gringos Online /Fanpage

1- Leia, leia sobre tudo! Do rótulo das embalagens de produtos industrializados aos livros clássicos, sem preconceitos de origem das obras. 

2- Minha disposição para escrever é o meu limite, escrevo o que me vem à mente.


Gisele Souza - Inspiração / Fanpage

1 - Escreva e leia muito, estude e nunca desista. Tenha em mente que escrever não é uma obrigação, mas um prazer. Algo que você tem que fazer primeiramente para você. Seja seu maior critico, escreva o que gosta de ler. Persista e lute por aquilo que almeja, sucesso e reconhecimento é o resultado de muito trabalho e dedicação. 

2 - Eu escrevo romance contemporâneo e romance erótico.Gosto de escrever com o coração, procuro colocar sentimentos em cada linha e assim fico satisfeita com o meu trabalho.


Márcia Pavanello Pires - Abismo Sangrento /Fanpage 

1-Nunca desista dos seus sonhos e objetivos. Nunca desista no primeiro não que receber. Persistência é o lema de quem está iniciando. A recompensa vem com o recado de cada leitor que gostou de ler seu livro.

2- Escrevo romance sobrenatural e romance. Acima de tudo, sou uma romântica assumida, uma das últimas (rsrs). Tenho uma alma adolescente e quando entro no mundo mágico dos
meus livros sinto que sou livre para ir onde bem entender.


Nanci Penna - Sombras da Série Os Guardiões /Fanpage


1- Perseverança. O caminho é longo, cheio de obstáculos, praticamente sem nenhum retorno financeiro, ás vezes dá vontade de desistir. Mas, é prazeroso e, cada conquista tem um sabor de vitória, saber que alguém gostou da sua história é gratificante, traz uma emoção indescritível. Ser um contador de história não é um estado temporário e um estado infinito. 


2- Gosto muito de fantasias, um livro, para mim é laser, gosto de viajar em suas páginas, de sair desse plano da vida real e partir nesse trem sem destino. Então, é assim que escrevo; meu livro Sombras, por exemplo, é uma Ficção Fantasiosa, um Romance Sobrenatural.


Fabrício de Medeiros - O Sol da Meia-noite / Fanpage


1- Sobretudo, escreva um livro o qual você gostaria de ler, um livro o qual você tornaria seu favorito, pois não tem nada pior que que escrever algo o qual não se gosta, simplesmente pelo fato de ser o mais comentado, ou até mesmo o mais vendido.

2 - Romance Fantasia, amo principalmente a fantasia, por ser um gênero sem limites, o qual deixa aberto a imaginação. Na fantasia tudo é possível, realmente tudo.


Robson Gundim - Entre o Céu e o Mar Nos Montes da Inocência / Fanpage

1- Acredito que o maior combustível para um bom processo criativo é a leitura diária e a prática. Escrever diariamente sobre qualquer coisa ajuda bastante. Aconselho sempre criar uma espécie de diário, pois será através do mesmo que as ideias florescerão com mais frequência. Leia poemas e livros clássicos (Estude bons vocabulários). Quando iniciar um romance, estipule metas e crie um rascunho dos próprios capítulos. Não veleje sob o mar da inspiração (a inspiração é e sempre será uma benção divina, e devemos aproveitá-la, no entanto nem sempre a mesma baterá à nossa porta, e devemos estar preparados para enfrentar qualquer bloqueio). Escreva sem se ater ao que já foi escrito. Se possível, escreva à moda antiga (sei que é difícil, mas pelo menos comigo, o resultado é esplendoroso!) Não aconselho sair falando sobre seu livro para qualquer pessoa. Se a obra for legítima, mantenha para si, registre e só depois comece a divulgar. Surpreenda!

2- Como eu leio de tudo um pouco (à exceção de livros de auto-ajuda), gosto de me aventurar através de gêneros diversos. Em meus primeiros romances o "drama", o "suspense" e a "aventura" estão compactuados. Mas adoro escrever diálogos bem humorados e terror.

Hudson Cleyton - O Livro dos Sonhos / Fanpage

1- Acima de tudo, paciência e persistência. O Brasil está vomitando escritores iniciantes, o que vai diferenciá-los dos demais e a sua qualidade literária. Um dos maiores erros de quem está iniciando é achar que editoras engolem tudo. O seu texto é seu passaporte para o sucesso, então trabalhe bem , releia, revise, deixe-o enxuto. Procure orientação literária, o mercado literário está cada vez mais exigente.

2- Já escrevi terror e drama em Antologias, mas sou um apaixonado pela Literatura Fantástica.


L. L Alves - Mudanças / Fanpage
1- Tenha paciência! É sério. Tenha muuuuita paciência. E tenha esperança, Vai parecer difícil, quase impossível às vezes, mas um dia você chega lá. Se você tem certeza que esse é o seu caminho, não desista, nunca! Todo seu suor e sacrifícios valerão a pena no futuro. É como eu costumo dizer: ser escritor não é nem um pouco fácil, não é só sentar e escrever, mas no fim do dia, valerá a pena passar por todas essas situações.

2- Gosto de "brincar" com vários gêneros rs Fantasia e Aventura (Instituição para Jovens Prodígios e alguns contos), Romance Juvenil (Mudanças e Sebo Fernandes), chick-lit e hot (As GRANDES Aventuras de Daniella), e também já me aventurei no suspense (alguns contos).


Carla Montebeler - O Vale de Elah / Fanpage

1- Escreva com o coração e seja fiel a você mesmo, não ao "estilo do momento"!

2- Escrevo crônicas, (no Arca Literaria) estudos teológicos (Os Semeadores de Contendas) e romance (Quem Salvará o Herói?) mas a Série AS CRÔNICAS DE ADULÃO, é uma ficção histórica baseada na vida do Rei Davi.



Mariana Sgambato - Lembre-se de Morrer /Fanpage

1- O conselho mais valioso que posso dar é estude, estude estude, escreva, escreva e escreva. Escreva sem parar. Tornar-se um autor profissional requer dedicação, é metade criatividade e metade esforço, você precisa se policiar, cumprir metas e planejar bastante, mas também tem que deixar fluir e se expressar.

2- Romances Jovem-Adulto e Fantasia Urbana.




Jéssica Anitelli - Volúpia

1- sempre escreva, só com a prática é possível aperfeiçoar. Ter alguém para fazer uma leitura crítica também é muito importante.

2- Não gosto de dizer que escrevo um determinado gênero ou tema, eu apenas escrevo. Não gosto de me limitar, simplesm
ente deixo as ideias surgirem. Mas já escrevi fantasia, erótico, romance e juvenil.



Silvia Fernanda - A Inacreditável Arte de Ser um Capacho

1. Cabeça fria. É a primeira coisa que qualquer autor iniciante precisa ter. Nada acontece do dia para a noite e perseverança é fundamental. A gente erra aprende e sobrevive no meio para errar um pouco mais. A construção de um público é algo que leva tempo, logo não pense que você vai lançar um livro e ele vai emplacar de cara. Isso acontece com poucos sortudos.

2. Romances e Romances sensuais!


Cristina de Azevedo - Nacqua / Fanpage

1. Ser escritor vai muito alem do que simplesmente escrever, é amar o que faz, pois o caminho é cheio de pedras, tem muitos desafios, e quando se faz algo por amor é mais fácil de superar as adversidade, então meu primeiro conselho é tenha certeza de que é exatamente isso que quer, se for caso, enfie a cara e vá em frente e não desista nunca. 


2. Eu escrevo fantasia, romance, sobre-natural, aventura e ficção.


Tatiana Amaral - Função CEO / Link de Compra


1. Primeiro eu diria para ele não cansar de revisar o material. Eu detesto esta parte, mas é tão importante quanto a venda do livro rsrsrsrsrs É necessário buscar ajuda. Quando eu comecei nem desconfiava da existência de técnicas para escrever, que deixam o livro mais bonito e leve, menos cansativo. Procurei um curso de como escrever um romance e simplesmente amei tudo o que aprendi, além de entender que sem isso o livro não é nada. Meu segundo conselho é: Não tenha pressa. Pesquise, pergunte, procure saber sobre a editora que você teve proposta, pois muitos autores morreram em seu primeiro livro por ter feito a bobagem de entregá-lo a quem não sabe trabalhar. O terceiro é: não desista. Nunca.

2. Eu escrevo romances. Não sei escrever nada diferente disso rsrsrsrs 


Os Amores de Lú - LM Gomes / Book Trailer

1- Leia bastante, ler te traz perspectivas diferentes. Seja humilde e aceite conselhos, sejam eles sobre ortografia ou enredo. Nunca pense que sabe de tudo. Constante aprendizado são as palavras de ordem.

2 - Meus livros publicados são do gênero erótico, mas escrevo romances também.



Maribell Azevedo - Amor no Ninho

1- Vai ser difícil. Muito difícil. Escolha cautelosamente com quem trabalha, editoras sérias e bons profissionais fazem toda diferença. E se você não for completamente apaixonado pela profissão, desista agora. Ela exigirá cada grama da sua fé e trabalho.

2- Romance, drama, sobrenatural.



Adorei conhecer um pouco mais sobre esses autores talentosos. E aí, curtiram? 

Beijos e até a próxima!


25/07/2014

Dia Nacional do Escritor - 25 de julho




No dia 25 de julho de 1960, a União Brasileira dos Escritores, através de João Peregrino Júnior e Jorge Amado, promoviam o "Primeiro Festival do Escritor Brasileiro". Após a realização do evento foi criado o Dia Nacional do Escritor: uma homenagem a todos aqueles que nos fazem sorrir, chorar, ter medo e viajar sem sair do lugar...

Pesquisando na internet, encontrei no site Publish News a lista dos livros de autoria nacional mais vendidos nos últimos meses. Segue a lista:

Ficção
1. Eu Me Chamo Antônio, de Pedro Gabriel, Intrínseca
2. Fim, de Fernanda Torres, Companhia das Letras
3. O Encontro Inesperado, Zibia Gasparetto, Vida e Consciência
4. Adultério, de Paulo Coelho, Sextante
5. Em Busca do Sentido da Vida, de Augusto Cury, Planeta
6. Armadilhas da Mente, de Augusto Cury, Sextante (Arqueiro)
7. A Graça da Coisa, Martha Medeiros, L&PM
8. A Menina que Colecionava Borboletas, Bruna Vieira, Autêntica (Gutenberg)
9. 23 Noites de Prazer, Julianna Costa, Universo dos Livros
10. Vidas Secas, Graciliano Ramos, Record
11. O Alquimista, Paulo Coelho, Sextante
12. Só o Amor Consegue, Zibia Gasparetto, Vida e Consciência
13. Capitães de Areia (De Bolso), Jorge Amado, Companhia das Letras
14. A Hora da Estrela, Clarice Lispector, Rocco
15. Amor Verissimo, Luis Fernando Verissimo, Objetiva
16. Filhos do Éden: Anjos da Morte, vol. 2, Eduardo Spohr, Record (Verus)
17. O Colecionador de Lágrimas, Augusto Cury, Planeta
18. O Futuro da Humanidade, Augusto Cury, Sextante (Arqueiro)
19. Várias Histórias, Machado de Assis, Martin Claret
20. Dias Perfeitos, Raphael Montes, Companhia das Letras

Não Ficção
1. Kairós, Padre Marcelo Rossi, Globo (Principium)
2. Ansiedade, Augusto Cury, Saraiva
3. Casamento Blindado, Renato e Cristiane Cardoso, Ediouro (Thomas Nelson Brasil)
4. Assassinato de Reputações, Romeu Tuma Júnior , Topbooks
5. Pais Inteligentes Formam Sucessores, Não Herdeiros, Augusto Cury, Saraiva (Benvirá)
6. Sonho Grande, Cristiane Correa, Sextante (Primeira Pessoa)
7. 1889, Laurentino Gomes,  Globo
8. Ágape, Padre Marcelo Rossi, Globo
9. Quem Me Roubou de Mim?, Padre Fábio de Melo, Planeta
10. Feridas da Alma, Reginaldo Manzotti, Ediouro (Agir)
11. Nada A Perder, Edir Macedo, (Planeta)
12. O que Realmente Importa?, Anderson Cavalcante, Sextante
13. Um Sorriso ou Dois, Frederico Elboni, Saraiva (Benvirá)
14. Cartas Entre Amigos, Gabriel Chalita & Padre Fábio de Melo, Globo
15. O Essencial, Costanza Pascolato, Sextante
16. Da Minha Terra à Terra, Sebastião Salgado, Companhia das Letras (Paralela)
17. Kardec: A Biografia, Marcel Souto Maior, Record
18. 1808, Laurentino Gomes, Planeta
19. O Mínimo que Você Precisa Saber Para Não Ser um Idiota, Olavo de Carvalho, Record
20. 120 Minutos para Blindar seu Casamento, Renato e Cristiane Cardoso, Ediouro (Thomas Nelson Brasil)

E você? Já leu algum deles? Não esqueça de comentar, viu?!

Bem, quero deixar aqui meu agradecimento e toda minha admiração por todos os autores nacionais e pela importância que eles têm em minha vida. Obrigada por fazer meus dias mais felizes e minhas leituras mais gostosas!


PARABÉNS PELO SEU DIA!


Beijos!

24/07/2014

Eu li, e você? # 10



Título: A Virgem - O amor acontece quando menos se espera!
Autor: Lídia Medeiros
Número de páginas: 280
Ano: 2014
Editora: Novo Romance

O livro conta a histórias paralelas: A da jovem de 19 anos, Mary Brandon, que mora em Paris e trabalha na empresa Photograph, fazendo cópias. Leva uma vida simples, é uma menina sonhadora e ainda virgem. Sua expectativa por uma vida melhor está em conseguir uma bolsa de estudos no curso de Fotografia de Londres, cuja resposta espera ansiosamente.

E a de Julian Leroy Spencer, dono da empresa na qual Mary trabalha. Rico, poderoso e lindo, é noivo da vice-presidente da empresa, a fútil Tanya. Julian sonha em ser pai, mas como não pode mais engravidar mulheres naturalmente, apela para uma barriga de aluguel. Isso tudo, porque Tanya não quer aceita fazer a inseminação artificial, acreditando que irá ficar gorda, feia e uma série de bobagens de garota egoísta...

Mesmo trabalhando na mesma empresa, os dois não se conheciam. O encontro acontece quando eles se esbarram e Mary acaba derrubando todos os papéis que tinha em mãos. Foi uma coisa, meio que amor à primeira vista, por parte de ambos. Para se desculpar do acidente, Julian a convida para tomar um café e acabam desenvolvendo uma grande amizade.

O destino irá uni-los de uma maneira única e  inesperada. O mundo de Mary vira de cabeça para baixo quando descobre que está grávida! Grávida? Como grávida, se ela ainda era virgem? Pois é. A notícia sai na mídia e ela acaba sendo rotulada com a nova Virgem Maria, imaginem a confusão! O que acontece na realidade, é que não foi um milagre, mas um erro médico... E para complicar ainda mais, Julian se apaixona perdidamente por Mary e isso traz como consequência o desejo de assumir a paternidade da criança que ela carregava no ventre. Quem não gosta nem um pouco dessa situação, é a noiva, Tanya. E aí começam os problemas!

A escrita intercalada, ora na voz do protagonista feminino, ora masculino, permite ao leitor uma visão de ambos sobre a situação que estão vivendo e suas vidas paralelas. Gostei muito. Devo confessar que fiquei com vontade de dar um soco na Tanya, que mulherzinha mais inescrupulosa! Me identifiquei com Mary, mas achei o Julian meio devagar (quase parando) em alguns aspectos: a chave do mistério estava na cara dele e não se tocava!

Eu estava muito empolgada no começo da leitura, mas em determinado momento "perdeu o encanto". Não sei explicar direito o porquê, mas não consegui sentir aquele aperto no coração que senti no começo. Acho que teve cenas que não mereciam tanto destaque, assim como aquelas que mereciam, deixaram a desejar. Mesmo assim, a história consegue envolver o leitor, fazendo-o sentir vontade de saber logo o que acontecerá com os personagens. A trama em si é bem diferente, ousada e gostosa.



CLASSIFICAÇÃO:

BOM!

23/07/2014

# TAG Alfabeto Literário


Oi gente!

Hoje venho responder a uma TAG que a parceira Niina do Vícios e Literatura me indicou já há algum tempo, mas como vocês sabem, andei meio ausente nos últimos dias...

Como funciona?

A Niina me indicou cinco letras e eu devo encontrar um livro cujo título comece com alguma delas, formando assim meu Alfabeto Literário! As letras indicadas foram: C, P, D, U e T

Com a letra C, meu escolhido foi Casório?! da Marian Keyes que é incrível!



Com a letra P, o livro Perdida, da maravilhosa autora brasileira, Carina Rissi



O escolhido para a letra D foi o livro Destrua este Diário, que eu tenho e estou aos poucos destruindo. Devo confessar que minha "destruição" é um pouco mais fofa que a de costume, pois tenho muito dó de estragar, então, estou fazendo bem bonito kkkkkkk (acabando totalmente com o intuito do livro, mas enfim...)


Com a letra U, o meu escolhido foi Uma Professora Muito Maluquinha (com o qual muito me identifico hahaha), de autoria do nosso divo, Ziraldo que eu A-M-O!!



E, por fim, com a letra T, o escolhido foi o livro brasileiríssimo Triste Fim de Policarpo Quaresma de Lima Barreto, que apesar de ter um triste fim, como o próprio título já diz, retrata a história de um nacionalista ao extremo e que eu gostei muito de ter lido (Que novidade: eu, apaixonada pelos clássicos da Literatura Brasileira! kkkk)


Para responder à TAG, eu indico os blogs: Estante da Ale
                                                                           Hey! Bookaholic
                                                                           Biblioteca Desajeitada


Quero a TAG com as letras: M, F, I, O e B

Boa sorte!!

Beijos e até a próxima!








22/07/2014

# Ainda sobre a Copa e # Volta ao Blog


Olá pessoal! Como estão?

Venho me desculpar neste post por ter andado tão sumida nos últimos dias...

Estava com um livro gigante para ler (Grande Sertão: Veredas), que não terminei ainda = /

Julho era final de bimestre e eu estava "louca", fechando as notas dos meus alunos (para quem não sabe, sou professora de inglês). E agora, para dificultar um pouco mais as coisas, começou a minha "semanada" na faculdade. Eu faço Letras em regime especial, ou seja, somente na sexta-feira e no sábado e, quando chegam as férias para os outros cursos, adivinhem só??? Isso mesmo, nós estamos estudando de manhã, de tarde e às vezes de noite...

                                           

Mesmo assim, vou tentar dar uma atenção especial para o blog ;)

Também tenho que confessar que me desliguei um pouco por culpa da Copa do Mundo (eu sei que tem gente que vai me criticar por isso, mas não posso fazer nada se gosto de futebol... haha sorry). Olha gente, mesmo com o 7 x 1 meu coração continua sendo verde-amarelo até o fim! Além disso, o patriotismo não deve existir só na Copa, mas sim a todo momento, mesmo com as dificuldades que, infelizmente, nosso país enfrenta.

Fiquei muito indignada com algumas pessoas: enquanto o Brasil estava ganhando, estavam amando e idolatrando a pátria e quando perdeu, sentiram vergonha de ser brasileiros...

Por que honrar a camisa brasileira só quando tem Copa do Mundo? Por que ter orgulho de ser brasileiro uma vez a cada quatro anos? Apesar de todos os problemas que o país enfrenta, se todos nós que somos os donos dele, não o valorizarmos, quem é que vai? A Alemanha? Acho que não, né. 

Mas isso não é motivo para desistir de nossa pátria, ela vale mais que uma derrota mundial. A mídia manipula o povo brasileiro demasiadamente. E de uma formiga, faz um elefante.

O patriotismo daqueles que decidem ser brasileiros somente no ano da Copa, com certeza morreu, mas devem descobrir uma nova maneira de renascer. Não só para o futebol. Renascer para a educação, para a saúde, para a política, renascer para nossa pátria. E espero que seja isso que todos nós façamos, agora que descobrimos que é através do coletivo que se vence.



Não estou desencadeando uma discussão, sei que muitos não concordam comigo, mas meu objetivo não é questionar quem está contra nem quem está a favor. Na verdade, esse meu discurso à Policarpo Quaresma não vem sem propósito ao blog. Quero aproveitar o post e ressaltar sobre as maravilhas da nossa Literatura Brasileira. Como temos autores maravilhosos, não é mesmo? Fico impressionada com a capacidade criativa e literária da grande maioria deles. Temos novos talentos no mercado editorial e que estão vindo com tudo! Andei lendo alguns livros (em e-book) nos últimos tempos e pude perceber que temos muita coisa boa, fruto da capacidade dos nossos autores brasileiros. Vamos ficar atentos àquilo que nosso país tem de melhor e valorizá-lo e é claro, lutar sempre para que tudo mude para melhor!

Afinal...




Por hoje é só, amores!

Beijos e até a próxima!