Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

04/09/2019

# Post Especial: A Literatura alertando sobre a violência contra a mulher

Boa noite, meus caros leitores. 
Como têm passado? Espero que bem!

Hoje resolvi fazer um post bem diferente do que costumo trazer para vocês, seja aqui no blog ou no Instagram. Trata-se de um assunto absolutamente sério que vem sendo inserido na literatura, como instrumento de alerta social: a violência contra a mulher. Embora muitos pensem que é coisa do passado, muitas mulheres ainda são vítimas de inúmeros tipos de violência: verbal, emocional e até mesmo física. 

Há algum tempo venho me deparando com esta temática sendo abordada cada vez com mais intensidade na literatura, afinal, além da arte imitar a vida, também costuma refletir sobre sua época e evidenciar os pontos fracos e deprimentes da nossa sociedade tão cruel e hostil.

Pensando nisso, eu trouxe os livros de cinco autoras nacionais que abordam esse assunto e já os deixo aqui como dica, pois são leituras intensas e extremamente reflexivas que, sem sombra de dúvida, merecem e devem ser lidas.

DIÁRIO DE UMA ESCRAVA - RÔ MIERLING

Uma história cruel e desumana, porém, mais comum do que podemos imaginar, Diário de uma Escrava expõe de forma desnuda a essência doentia e diabólica de um psicopata e as consequentes atrocidades às quais muitas meninas inocentes são submetidas.

SINOPSE: Laura foi raptada e jogada no fundo de um buraco por um completo desconhecido. Ela vê sua vida mudar, e passa a descrever com detalhes íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é um homem casado e trabalhador, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte. Narrado em forma de diário, o livro acompanha os momentos mais cruciais da vida de Laura, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da sobrevivência. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, Diário de uma Escrava apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente mais comum do que se imagina, no Brasil e em todo o mundo. A obra de Rô Mierling é, acima de tudo, um alerta para todas as mulheres. Através dele, a autora denuncia os diversos tipos de violência que muitas mulheres são obrigadas a suportar em silêncio e nas sombras da sociedade.

NA LUZ DA LUA - G. SCHIEFER

Sequestrada por uma quadrilha, Estela vê sua juventude ceifada ao ser mantida como refém de um bando de criminosos que força sua irmã, Selene, a matar pessoas que possam interferir em seus planos diabólicos. Chantagem, violência e muita dor são o resultado deste crime bárbaro.


SINOPSE: Selene Ross era uma jovem comum de 24 anos.
Ela estudava Medicina e seu maior sonho era salvar vidas.
Pertencia a uma tradicional família americana, era muito amada e teria um futuro brilhante se sua vida não tivesse sido destruída por uma perigosa e procurada quadrilha.
Hoje, sob o domínio desta facção ela é chantageada e forçada a matar.
Ela é uma assassina.
A melhor.
Apesar de odiar o que faz, não lhe resta alternativa.
Tiraram o que mais lhe importa, e desistir não é uma opção.
Porém, o que Selene não esperava era se apaixonar por um alvo.
O que ela fará agora?
Irá contra seu coração e cumprirá a missão imposta a ela ou correrá o risco de perder quem ela mais ama no mundo?



CROCODILO SONHADOR - VANDA AMORIM

Eugênia vive em um relacionamento abusivo que a cada dia transforma sua vida em um verdadeiro inferno, repleto de agressões, humilhações e muito sofrimento. Prisioneira de suas escolhas, ela insiste em acreditar que fez a escolha certa, e é assim que somos levados à seguinte reflexão: é melhor estar certo ou ser feliz?

SINOPSE: Rede de relacionamento que enlaça a existência dos personagens. Nas dobras dessa rede, o sentido das coisas se mostram e se esquivam. E o amor, em suas várias vertentes, pode até rimar com dor, interesse sensual, entusiasmo de uma paixão avassaladora, tédio denunciador de que o fogo se foi, reinício do mesmo amor – se for possível. Eugênia, uma jovem mulher insegura e vulnerável às estratégias de Eduardo, um homem excêntrico, passa parte de sua vida se equivocando nas escolhas. Mesmo sem intenção, faz sofrer as pessoas que a amam de verdade, em especial o homem de sua vida, Gabriel. “Durante quase dois anos de casamento, Eugênia viveu em um verdadeiro inferno de cobranças, humilhações e agressões. Não conseguia entender o ódio que o marido sentia por ela.” Apenas com o tempo percebe que tudo poderia ter sido diferente se não tivesse feito opções desastrosas. Após o nascimento dos filhos trigêmeos, situação que a expõe a maior sofrimento e tortura, Eugênia decide reunir força para desatar-se definitivamente das garras de seu algoz. Com temas áridos como a violência moral e física contra a mulher, HIV, paralisia cerebral e homossexualismo, esta obra, num enredo contemporâneo e dinâmico, ensina que apesar de todos os reveses da vida, amar ainda vale a pena.

EU ME POSSUO - STELLA FLORENCE

Baseado nos relatos da própria autora, vamos conhecer a estudante Karina, que é violentada no dia de seu aniversário de 17 anos por um cara que ela achava ser especial, mas que na verdade não passa de um desalmado aproveitador. 

SINOPSE: “O fato de eu ter me sentido atraída por você, ter ido a sua casa, ter desejado transar com você, não significa que você poderia me violentar. Desejar um homem não é o mesmo que desejar ser estuprada por ele. Você disse que tem ido ao meu bar a m de se desculpar por alguma má impressão que tenha deixado em mim. Você não deixou uma má impressão, Gustavo. Você cometeu um crime. Talvez agora você me pergunte por que eu não te denunciei já que você é um criminoso. Naquela noite, eu dei um nó no meu vestido para disfarçar o rasgo que você fez e me limpei como pude no elevador. Fiquei perambulando pela rua meio tonta, depois entrei num táxi e fui para casa da minha avó. Fui direto para o chuveiro limpar aquilo de mim. Me senti suja, me senti culpada, me senti inferior, me senti até ruim de cama: carreguei por muito tempo acusações que serviam para você, não para mim. Minha falta de experiência me fez acreditar que a culpa era minha, que eu apertei algum botão maldito em você e que talvez sexo fosse aquele horror mesmo. Por isso eu me mantive em silêncio. Mas meu corpo gritava!”

É PROIBIDO SORRIR - ESTHER LYA LIVONIUS

Baingani é uma sociedade machista, na qual mulheres não têm vez e nem voz. Vistas como objetos e não seres humanos, ao completarem 18 anos são vendidas e submetidas às agressões e maus-tratos de seus maridos, autorizados a lhes dar a "educação" que acharem mais conveniente.

SINOPSE: Baingani vive há século num sistema, a Política Vermelha manda e ponto final. Mas embaixo da sua cidade, embaixo da Praça Vermelha que já viu tanto sangue, embaixo das pessoas que já ouviram tantos gritos de tortura, se encontram os túneis. Túneis tão secretos quanto seus donos e a origem das Políticas. E são nesses túneis que se encontram as respostas. É em cada símbolo azul, que se encontra a resistência que lutará pela liberdade.
Em um mundo onde homens lideram, o que você fará? O que fará quando está confinado à uma Política Vermelha, onde o mais simples ato de sorrir é completamente proibido?
E você? Já leu algum livro que aborde este tema? Conhece algum destes que eu citei ou tem algum para indicar? O que acha desse assunto? Deixe nos comentários!

E todos que comentarem até o dia 30/09 estarão concorrendo a um kit incrível com marcadores, cards, livro "Contos e crônicas do absurdo", livro surpresa e chaveiro inédito de "Diário de uma escrava".

Participem!


78 comentários :

  1. Infelizmente esse tema está presente no nosso dia a dia, seja com uma conhecida nossa, da nossa vizinha ou mesmo nos noticiários. Merece reflexão e acima de tudo, atitudes para evitar essa barbaridade.
    Denuncie, não se cale.
    Ligue para 180 ou 190.
    Parabéns pelo post, ficou incrível.
    Um beijo e obrigada pela honra de ter um dos meus livros nesta lista maravilhosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço a parceria de sempre.
      Sem dúvida, não podemos nos calar diante desses fatos. Por isso a literatura está aí para nos ajudar a revidar.
      Beijos!

      Excluir
  2. Adorei, fiquei com vontade ler todos!

    Beijos, Gi.
    www.blogdicasdagi.com.br

    ResponderExcluir
  3. Até então só conhecia o Diário de uma Escrava, mas ao ler a sinopse dos demais livros já deu uma dor no coração e senti vontade de conhecer as histórias mais a fundo. Todo mundo precisa ter ainda mais contato com leituras sobre esse tema, não só para conscientizar, mas para tocar na alma mesmo. É uma cultura que ainda está longe de mudar, mas podemos perpetuar a necessidade de não fechar os olhos e não se calar diante dessa realidade. Parabéns pelo post! Anotei as dicas :)

    ResponderExcluir
  4. Não sabia que existiam tantas obras nacionais sobre esta temática. Parabéns a todas as autoras, isto mostra que as mulheres estão cada vez mais cientes e apoiadoras umas das outras. Adorei sua iniciativa de fazer um post especial sobre este assunto tão intenso e que, infelizmente, ainda está tão presente na vida das mulheres do nosso país e também do mundo todo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Nina!
      Temos mesmo que nos apoiar e não nos calar diante desta triste realidade.

      Excluir
  5. Ótimo post! É um assunto dolorido, mas situações como essas acontecem todos os dias no mundo todo e precisam ser cada vez mais expostas e discutidas, pra que possam ser evitadas. Já fiquei com vontade de ler todos!
    Nessa linha, eu super recomendo ler O Conto da Aia, e/ou assistir a série. É uma distopia bem pesada, mas que nos faz refletir sobre muitos aspectos da nossa sociedade.
    Enfim, parabéns de novo por tocar num assunto tão importante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Tainá!
      Agradeço também pela dica. Vou procurar O Conto da Aia :)

      Excluir
  6. Vou falar bem sinceramente... eu sei o quanto o tema é importante ser abordado. Sei o perigo que nós vivemos, pois quase sempre podemos estar à merce do mal.
    Mas, EU NÃO DOU CONTA desse tipo de leitura. Meu Deus, é muito forte. Me desestabiliza...
    Porém a ideia do post é ótimo. Esse tipo de dica e de alerta se faz necessário onde a todo momento recebemos a notícia de mais uma mulher assassinada por alguém que a conhecia e que provavelmente ela conhecia. Triste demais!

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Concordo com você: é uma realidade muito triste e cada vez mais presente em nossa sociedade. Infelizmente.

      Excluir
  7. Olá, tudo bem?

    Esse post é muito importante. Tenho um livro, da Colleen se não me engano, que trata desse assunto. Confesso que estou enrolando porque não sei como irei reagir. É assunto que tem sim que ser mostrado. Vou anotar essas dicas, e assim que ler o livro que tenho e ver como me porto, vou atrás desses.

    Parabéns pela postagem!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Geralmente livros assim nos desestabilizam, mas ao mesmo tempo alertam para que possamos evitar todo e qualquer início de violência velada.

      Excluir
  8. Olá!
    Dos livros citados eu li apenas o Diário de uma Escrava e me causou arrepios.
    Não gosto muito de livros assim, justamente pelas sensações que causam, porém acho importantíssimo esse alerta na literatura.

    Silviane Casemiro
    Blogueiras Cansadas@Blogueiras.Cansadas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente esse tema é muito obscuro. Mas infelizmente bastante real não só no Brasil, mas em todo o mundo... E merece ser abordado na literatura como forma de alerta social.

      Excluir
  9. Ooi,

    Ainda não li nenhum destes, mas acho o tema muito importante e super válido na literatura para nos alertar. Valeu pelas dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Fico feliz que tenha gostado e espero que tenha a oportunidade de ler algum destes que indiquei.

      Excluir
  10. Olá!! :)

    Que bom que vieste partilhar todas estas historias com tanto significado para o futuro da sociedade!

    Enfim, eu so conhecia o DIario de Uma Escrava; mas vou procurar mais sobre os outros...

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. Assunto extremamente importante!
    nao li nenhum desses livros, mas pode apostar que estão anotados aqui pra ler na primeira oportunidade
    gosto demais de ler e entender esses assuntos, sabe, para incentivar mulheres a fugirem de relacionamentos abusivos.
    amei suas indicações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Milca!
      Sem dúvidas! Devemos usar a literatura a nosso favor e tentar impedir que mais atrocidades aconteçam, alertando as mulheres sobre as consequências de relacionamentos abusivos.

      Excluir
  12. Oiii

    Eu fico extremamente satisfeita quando vejo o assunto sendo abordado na literatura com coerência, seriedade e através de estórias que mexem com o leitor, que causam uma reflexão profunda, acho que isso se faz mais que necessário na sociedade de hoje em dia, onde a gente evoluiu tanto mas ainda sofre com injustiças como esta. Ainda quero ler Diario de uma escrava, parece ser uma obra que mexe com a gente.

    Beijos, Alice

    www.derepentneoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho que concordar com tudo que você disse. Esse tipo de literatura se faz realmente necessário em nossa sociedade, como forma de alerta.
      Espero que possa ler o livro em breve.
      Beijos!

      Excluir
  13. Olá! Adorei o post e tenho certeza que vou incluir alguns dos livros em minha lista (interminável) de leitura! Deles, eu já conhecia apenas "O diário de uma escrava", mas me interessei também por "Eu me possuo" e "É proibido sorrir", que me pareceram fortes títulos e histórias! Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E são mesmo, Karla!
      Se você fizer eles furarem a fila da sua lista de leitura, não irá se arrepender!
      Beijos!

      Excluir
  14. Adorei as suas indicações!
    Acho que é um assunto que merece e precisa ser discutido em todos os formatos possíveis. E fico feliz em ver na literatura

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, é um assunto extremamente necessário em nossa sociedade :)

      Excluir

  15. Menina que postagem top, com certeza esse tema deve ser lido e debatido, não podemos aceitar esse absurdo nem nos tornarmos pessoas ruins após sofrer. Enfim amei as dicas e tenho uma pra vc:
    Arma de vingança do autor nacional Danilo Barbosa foi uma das leituras mais fortes que li sobre o assunto. A forma como a vida da protagonista mudou após tudo que ela passou. Anda vou ler a sequência!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline!
      Obrigada pela dica e pelo carinho. Ainda não conhecia esse livro, mas vou procurar saber mais sobre ele.
      Beijo!

      Excluir
  16. Eu não conheço nenhum desses livros que você mencionou, embora já tenha ouvido falar do primeiro. Mas o que realmente me interessou foi a distopia "É Proibido Sorrir". O que me lembra de recomendar "O Conto da Aia" e "Vox", caso você não tenha lido ainda.

    Sobre essa mesma temática de violência contra a mulher, eu li livros incríveis, que mostram o recomeço, a superação dessas vítimas: Sorriso Quebrados (autora Sofia Silva), No Escuro (Elizabeth Haynes), Entre Quatro Paredes (B. A. Paris).

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "É proibido sorrir" é uma obra simplesmente maravilhosa! Dos livros que você indicou, já estavam na minha lista "O Conto da Aia", "Vox" e "Sorrisos Quebrados". Os outros ainda não conheço, mas vou procurar saber mais sobre eles.
      Obrigada pela visita, pelas dicas e pelo carinho!

      Excluir
  17. Fico bem triste de saber que esse tipo de situação não está presente apenas nos livros que lemos.
    É triste saber que muitas mulheres ainda passam por situações como a violência doméstica, física, estupros, violência psicológica, entre outros.

    Espero viver para não ter de escutar nos noticiários todos os dias os índices de feminicidios que só aumentam!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também espero...
      Mas os números, infelizmente, mostram que situações como essa têm sido cada vez mais frequentes. Vamos torcer, conscientizar, debater e lutar para que isso mude um dia.

      Excluir
  18. Olá, tudo bom?
    Adorei o post e as indicações! Acho super importante quando a literatura aborda temas tão presentes ainda em nossa sociedade e serve de alerta para que se identifique os sinais, para que as mulheres ganhem voz. Desses eu só li O diário de uma escrava, que é um livro extremamente forte e fiquei louca para ler Eu me possuo, ainda mais por saber que é inspirado na vida da autora.
    Tem um livro que não é nacional, mas que trata da temática de uma forma muito forte que é o É assim que acaba da Colleen Hoover. Se não leu ainda vale a pena conferir.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Polly!
      Obrigada! O livro da Collen já está na minha lista de desejados. Espero ter a oportunidade de ler em breve, pois já vi muitos comentários positivos sobre ele.

      Excluir
  19. Olá,
    Todas as histórias parecem ser bem pesadas na carga emocional. Eu comecei a ler o Diário de uma Escrava, mas desisti.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi muitos casos de pessoas que não conseguem ler esses livros até o fim em função justamente da carga emocional. E só de pensar que situações assim não existem apenas na literatura, me causa arrepios.

      Excluir
  20. Livros assim são tocantes demais e sempre faz a gente parar e refletir sobre todas as coisas em nossa volta né? Principalmente, nos faz repensar em algumas atitudes dia após dia. Ainda não tive oportunidade de ler nenhum desses, mas quero ler alguns citados. Posso recomendar "é assim que acaba", da Colleen Hoover, que aborda esse tema.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com certeza!
      Espero que tenha a oportunidade de ler algum deles em breve. Já está anotada a sua dica. Quero muito ler o livro da Colleen.

      Excluir
  21. Oi Milena.

    Eu adorei sua postagem porque é um assunto muito importante e precisa ser comentados de várias formas. Dos livros que você mencionou eu conheço apenas o primeiro. Mesmo assim ainda não tive a chance de lê-lo. Anotei as dicas.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado.
      Agradeço o carinho e espero que possa ler algum deles em breve.

      Beijo!

      Excluir
  22. Oiii,

    Amei as dicas e o post, é muito importante falar sobre este tema porque infelizmente nossa sociedade não internalizou que certos tipos de coisas são violência e que a violência contra a mulher não se da somente no aspecto físico, até que se chegue a agressão física a mulher já está completamente refém da violência psicológica e emocional. Da sua lista eu só conhecia o diário de uma escrava, mas já anotei as dicas para poder conferir já que quase não li livro nenhum que aborde o tema.

    Beijinhos...
    http://www.equipenerd.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem toda razão: até que chegue a ponto da mulher ser agredida fisicamente, ela já se tornou uma completa refém da violência psicológica e emocional.
      Espero que tenha a oportunidade de conhecer os livros em breve.
      Beijo!

      Excluir
  23. Olá, Milena.

    Esse com certeza é um assunto necessário e que tem que ser abordado cada vez mais.
    Dos livros citados, eu tenho muita vontade de ler o livro da Rô, mas É Proibido Sorrir tem uma premissa super interessante!

    www.pactoliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ambos são livros incríveis e você não irá se arrepender se der uma chance a estas leituras ;)

      Excluir
  24. Olá
    Menina, que lista importante, infelizmente. Da lista li somente É proibido sorrir e se tornou um dos livros que mais amei na vida. Que distopia maravilhosa.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilhosa mesmo!
      Espero que possa ler alguma das outras indicações também. São livros com uma temática extremamente forte, mas também muito necessária nos dias de hoje.

      Excluir
  25. Olá, tudo bem? Acho esse tema muito importante de ser abordado em livros, da forma correta, é claro. Li poucos com essa temática e confesso que foram leituras bem pesadas. Adorei tuas dicas!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, Lari!
      Também já li livros onde o relacionamento abusivo foi trabalhado de forma romantizada e achei isso horrível! ¬¬

      Excluir
  26. Oi Milena!
    A violência contra a mulher, é muito real e agora nos tempos que estamos vivendo parece que está cada vez pior. Adorei seu post é muito informativo e gratificante. Não conhecia esses livros, só ouvi falar do Diário de uma Escrava, mas anotei todos os outros para ler, precisamos de dar mais voz e enfase a todo modo de violência. Bjs!

    ResponderExcluir
  27. Oi!
    Achei seu post sensacional sobre um dos temas que acho que nunca vou cansar de ler/falar.
    Alguns livros já conhecia e outros não, gostei do "É proibido sorrir", sua sinopse me chamou muita atenção. Você já fez alguma resenha dele aqui?
    Espero que continue com posts que abordam assuntos importantes como esse

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já fiz, sim!
      Segue o link: https://albumdeleitura.blogspot.com/2018/10/dica-de-leitura-178.html
      Espero que goste!

      Excluir
  28. Olá...
    Adorei o post!
    Achei muito bonito de sua parte abordar um tema tão pesado, obscuro aqui no blog, pois, PRECISAMOS falar sobre esse assunto. De jeito nenhum esse tema é coisa do passado, basta assistir aos telejornais e vemos o quão é real. Nós mulheres precisamos de apoio, ser respeitadas, pois, percebemos que ultimamente nada disso vem sendo levado em conta.
    Ainda não li nenhum dos livros que você mencionou, mas, já li excelentes comentários sobre. Nesse tema já li A GRANDE SOLIDÃO, AMOR AMARGO e PEQUENAS GRANDES MENTIRAS e ambos são extremamente tocantes e recomendo pra você!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, pelo comentário e pelas indicações.
      Já ouvi falar em "Amor Amargo", mas ainda não tive a oportunidade de ler. Só pelo título deve ser uma leitura bem forte. Vou anotar suas dicas ;)
      Beijos!

      Excluir
  29. Excelente post!
    Há quem diga que esse assunto seja do passado. Infelizmente essa realidade é mais comum do que podemos imaginar. São cada vez mais constantes os casos de feminicídios. E achei o sua postagem de alerta, tendo a literatura como principal veículo, uma dica necessária e totalmente atual.
    Parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir
  30. Olá, tudo bem?

    Eu gostei da publicação e infelizmente essa é uma realidade presente em nossa sociedade. Sobre os livros acima citados eu li "Diários de uma escrava", é uma leitura forte, mas super reflexiva.
    abraço!

    ResponderExcluir
  31. Oi, Milena!
    Primeiro, preciso dizer o como o seu post é importante - e claro, as leituras que você recomenda também.
    Dos citados, ainda não li nenhum, mas tenho muito interesse no Diário de Uma Escrava e fiquei bem curiosa com o livro Eu Me Possuo (que eu não conhecia).
    Acabai de ler A Mulher Com Olhos de Fogo que trata muito disso, mas com o contexto da violência contra a mulher no Egito. Nacional, li recentemente o livro da Pam Gonçalves, o Boa Noite, que também trata de alguns assuntos e ainda n faculdade. Achei excelente e muito importante o como ela tratou.
    Novamente, parabéns pelo post.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2019/09/balanco-do-primeiro-semestre-2019.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Já vi muitos comentários positivos sobre o livro da Pam e tenho muito interesse em ler.
      Obrigada pelo carinho!

      Excluir
  32. Esse é um assunto que tem que ser mesmo cada vez mais discutido e que tem que ganhar cada vez mais destaque na mídia, nos livros e em tudo para conscientizar as pessoas mesmo. Não li nenhum desses livros mas sou doida por Diário de uma Escrava.

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Espero que tenha a oportunidade de conhecer os livros que indiquei. Apesar da temática forte, são livros que merecem ser lidos e debatidos.

      Excluir
  33. Olá!

    Da sua lista eu só tive contato com Diário de uma escrava e é bem forte, nessa mesma linha eu recomento muito e sempre Amor Amargo, que tem como tema o relacionamento abusivo protagonizado por uma adolescente, é bem intenso e mudou muito minha visão das coisas. Ao mesmo tempo que é bom ver esse assunto ganhar pauta e não ser mais mascarado acho triste em pleno 2019 ainda ser um assunto tão recorrente. Adorei seu post, quanto mais falarmos do assunto, mas saberemos nos proteger e proteger outras mulheres.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Infelizmente é isso mesmo. Por isso não podemos nos calar. Temos que falar abertamente sobre o tema para evitar que mais atrocidades aconteçam!

      Excluir
  34. Eu não tenho estômago para ler Diário de uma Escreva, dessa lista o único que eu tenho curiosidade é Eu me possuo, acho que pode ser uma leitura que me agradaria, apesar de tratar de um tema forte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, são livros extremamente fortes e que mexem muito conosco. Bom seria se essas histórias existissem apenas na ficção. Mas infelizmente essa é a realidade de muitas mulheres...

      Excluir
  35. Oi, Milena.
    Eu achei esse post muito importante. Acho que ainda falamos pouco sobre a violência contra a mulher. Precisamos falar mais, fazer mais alarde. Eu mesmo não conhecia nenhum desses livros, e foi bem interessante saber um pouquinho mais. Pode ter certeza que vou indicar esse post pra algumas pessoas, porque uma das coisas mais importantes é fazer com que mais pessoas leiam sobre o assunto.
    Lindo post.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho!
      Realmente, cada vez mais temos que falar sobre esse assunto e jamais devemos nos calar diante de tamanhas atrocidades!

      Excluir
  36. Olá, dos livros que você listou, eu só conhecia Diário de uma escrava, mas já coloquei todos os outros na minha lista de desejados, tema super importante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida!
      Fico feliz que tenha gostado das indicações 😘

      Excluir
  37. Essa é uma temática super importante e que merece estar na literatura como forma de conscientização e conhecimento! Desses que você indicou ainda não li nenhum e já anotei todas as dicas!
    Parabéns pela iniciativa, amei o post!

    ResponderExcluir
  38. Olá, tudo bem? Eu fico MUITO contente em ver o assunto ganhando cada vez mais destaques, porque é necessário. É uma tema de conscientização, é uma temática importante de conhecimento, de saber como ocorre e que deve ser evitada. Super postagem a sua e já anotei algumas dicas que não conhecia por aqui <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!
      Sem dúvida! Além de conscientizar, jamais devemos nos calar diante de situações com essas.

      Excluir
  39. Excelente dicas. Dizem que o diário de uma escrava possuem umas passagens terríveis de tortura, desejo ler, mas fico com receio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Realmente o livro é bem forte e é extremamente triste saber que não se trata apenas de ficção, mas sim da realidade de muitas mulheres :(

      Excluir