Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

23/09/2019

# Dica de Leitura # 207

Título: Telefone sem fio
Autora: Vera Helena Rossi
Número de páginas: 216
Ano: 2014
Editora: Patuá

* Exemplar cedido em parceria com a Oasys Cultural.

Em uma viagem de carro para o interior de São Paulo ao lado do marido, a jovem jornalista Alma Pontes relembra as aventuras e desventuras de sua vida, tentando manter vivas as suas memórias através de anotações feitas em um caderno. É assim que nos conta como as coisas chegaram ao ponto de partida do livro: o casal está indo para um enterro e a protagonista sente que pode, de alguma maneira, ter contribuído para que isso acontecesse.

"Particularmente hoje guardo em mim uma porção horrorizada e desconfortável de mim mesma." 
"Continuo a me buscar no reflexo do rosto. Em que me transformei?" 

Nesse encontro com o passado, podemos acompanhá-la da tenra infância, divertindo-se ao brincar de telefone sem fio e distorcendo a mensagem inicial para causar gargalhadas entre os amigos, à idade adulta, quando a mentirinha da antiga brincadeira acaba se tornando mais comum do que ela seria capaz de imaginar, principalmente quando acobertava o irmão, Mauro, com quem tinha uma afinidade singular, diferente do que acontecia com a mãe. 

"Cambaleou pelo corredor até sumir da vista da irmã, que também se perguntava por que tinha que ser daquele jeito. Os dois irmãos sempre sozinhos. Sempre juntos no final."

Com direito a interrupções para uma conversa direta com o leitor, a Alma que encontramos é uma mulher perdida em uma atmosfera de dor, angústia e solidão, tentando narrar sua própria verdade diante de um trágico desfecho; enquanto tentava guiar seu caminho, acabou se tornando apenas um fantoche de sua própria vida.

"O 'se' continha fortes efeitos colaterais: o gosto amargo da irreversibilidade do tempo."
"Ocorre que nunca temos um plano B. Sempre pensamos em um plano B, fazemos planos para o plano B, mas quando realmente precisamos, nunca temos um."

Tendo como pano de fundo os principais acontecimentos políticos entre 1990 e 2010, tais como a morte de PC Farias, o plebiscito sobre a forma e o sistema de governo do país, o confisco da poupança durante o governo Collor, o apagão durante o mandato de FHC e a eleição de Lula à presidência do país, o enredo peculiar de Vera Helena Rossi acaba se aproximando ainda mais do leitor ao narrar as memórias de uma jornalista que, na maioria das vezes, além de não se sentir completa com sua profissão, descobria-se constantemente perdida em divagações em um mundo ao qual parecia não se encaixar e onde sentia dificuldade em distinguir a realidade da ficção.

Apesar de ter um desfecho bastante previsível e de não ter conseguido me conectar à história tanto quanto eu gostaria, tenho que parabenizar a autora por dar identidade ímpar ao seu texto, uma vez que aparenta ter um estilo simples de escrita, porém esconde nas entrelinhas e nos pequenos detalhes o sentido e as características de seu enredo. Sendo assim, aconselho vocês a lerem o livro em dias seguidos para evitar que se percam nos acontecimentos, pois a transição de cada capítulo é feita quando Alma conversa diretamente com o leitor, porém, ao voltar a escrever suas memórias, nem sempre volta ao ponto de onde parou; às vezes há um salto de alguns anos, e por isso é importante manter ao máximo a atenção na leitura.

Após finalizar esse livro, permiti-me a prerrogativa da dúvida e, por isso, lhe questiono, meu querido leitor: e você? Assim como Alma, já tentou alguma vez narrar suas próprias verdades?

CLASSIFICAÇÃO:

BOM!



20/09/2019

Revista Contos & Letras - Edição Bienal do Rio 2019

Sucesso entre os leitores.
Mais de centenas de revistas distribuídas e um sorriso em cada leitor.
Destaque especial para JackMichel - a escritora dois em um - sucesso internacional.
Desde o dia 20 de agosto está na íntegra gratuitamente por um ano em versão digital no site da revista e no ISSUU.

E olha só a novidade: a revista contém uma entrevista exclusiva que eu fiz com a autora G.Schiefer, autora de "Identidade Revelada" e "Na Luz da Lua". Corre conferir!

Um sucesso da Contos & Letras e Illuminare.
Valorizamos e divulgando nossos talentos.
Publique conosco - estamos recebendo originais

Espero que tenham curtido a novidade. 
Um beijo e até o próximo post.

04/09/2019

# Post Especial: A Literatura alertando sobre a violência contra a mulher

Boa noite, meus caros leitores. 
Como têm passado? Espero que bem!

Hoje resolvi fazer um post bem diferente do que costumo trazer para vocês, seja aqui no blog ou no Instagram. Trata-se de um assunto absolutamente sério que vem sendo inserido na literatura, como instrumento de alerta social: a violência contra a mulher. Embora muitos pensem que é coisa do passado, muitas mulheres ainda são vítimas de inúmeros tipos de violência: verbal, emocional e até mesmo física. 

Há algum tempo venho me deparando com esta temática sendo abordada cada vez com mais intensidade na literatura, afinal, além da arte imitar a vida, também costuma refletir sobre sua época e evidenciar os pontos fracos e deprimentes da nossa sociedade tão cruel e hostil.

Pensando nisso, eu trouxe os livros de cinco autoras nacionais que abordam esse assunto e já os deixo aqui como dica, pois são leituras intensas e extremamente reflexivas que, sem sombra de dúvida, merecem e devem ser lidas.

DIÁRIO DE UMA ESCRAVA - RÔ MIERLING

Uma história cruel e desumana, porém, mais comum do que podemos imaginar, Diário de uma Escrava expõe de forma desnuda a essência doentia e diabólica de um psicopata e as consequentes atrocidades às quais muitas meninas inocentes são submetidas.

SINOPSE: Laura foi raptada e jogada no fundo de um buraco por um completo desconhecido. Ela vê sua vida mudar, e passa a descrever com detalhes íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é um homem casado e trabalhador, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte. Narrado em forma de diário, o livro acompanha os momentos mais cruciais da vida de Laura, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da sobrevivência. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, Diário de uma Escrava apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente mais comum do que se imagina, no Brasil e em todo o mundo. A obra de Rô Mierling é, acima de tudo, um alerta para todas as mulheres. Através dele, a autora denuncia os diversos tipos de violência que muitas mulheres são obrigadas a suportar em silêncio e nas sombras da sociedade.

NA LUZ DA LUA - G. SCHIEFER

Sequestrada por uma quadrilha, Estela vê sua juventude ceifada ao ser mantida como refém de um bando de criminosos que força sua irmã, Selene, a matar pessoas que possam interferir em seus planos diabólicos. Chantagem, violência e muita dor são o resultado deste crime bárbaro.


SINOPSE: Selene Ross era uma jovem comum de 24 anos.
Ela estudava Medicina e seu maior sonho era salvar vidas.
Pertencia a uma tradicional família americana, era muito amada e teria um futuro brilhante se sua vida não tivesse sido destruída por uma perigosa e procurada quadrilha.
Hoje, sob o domínio desta facção ela é chantageada e forçada a matar.
Ela é uma assassina.
A melhor.
Apesar de odiar o que faz, não lhe resta alternativa.
Tiraram o que mais lhe importa, e desistir não é uma opção.
Porém, o que Selene não esperava era se apaixonar por um alvo.
O que ela fará agora?
Irá contra seu coração e cumprirá a missão imposta a ela ou correrá o risco de perder quem ela mais ama no mundo?



CROCODILO SONHADOR - VANDA AMORIM

Eugênia vive em um relacionamento abusivo que a cada dia transforma sua vida em um verdadeiro inferno, repleto de agressões, humilhações e muito sofrimento. Prisioneira de suas escolhas, ela insiste em acreditar que fez a escolha certa, e é assim que somos levados à seguinte reflexão: é melhor estar certo ou ser feliz?

SINOPSE: Rede de relacionamento que enlaça a existência dos personagens. Nas dobras dessa rede, o sentido das coisas se mostram e se esquivam. E o amor, em suas várias vertentes, pode até rimar com dor, interesse sensual, entusiasmo de uma paixão avassaladora, tédio denunciador de que o fogo se foi, reinício do mesmo amor – se for possível. Eugênia, uma jovem mulher insegura e vulnerável às estratégias de Eduardo, um homem excêntrico, passa parte de sua vida se equivocando nas escolhas. Mesmo sem intenção, faz sofrer as pessoas que a amam de verdade, em especial o homem de sua vida, Gabriel. “Durante quase dois anos de casamento, Eugênia viveu em um verdadeiro inferno de cobranças, humilhações e agressões. Não conseguia entender o ódio que o marido sentia por ela.” Apenas com o tempo percebe que tudo poderia ter sido diferente se não tivesse feito opções desastrosas. Após o nascimento dos filhos trigêmeos, situação que a expõe a maior sofrimento e tortura, Eugênia decide reunir força para desatar-se definitivamente das garras de seu algoz. Com temas áridos como a violência moral e física contra a mulher, HIV, paralisia cerebral e homossexualismo, esta obra, num enredo contemporâneo e dinâmico, ensina que apesar de todos os reveses da vida, amar ainda vale a pena.

EU ME POSSUO - STELLA FLORENCE

Baseado nos relatos da própria autora, vamos conhecer a estudante Karina, que é violentada no dia de seu aniversário de 17 anos por um cara que ela achava ser especial, mas que na verdade não passa de um desalmado aproveitador. 

SINOPSE: “O fato de eu ter me sentido atraída por você, ter ido a sua casa, ter desejado transar com você, não significa que você poderia me violentar. Desejar um homem não é o mesmo que desejar ser estuprada por ele. Você disse que tem ido ao meu bar a m de se desculpar por alguma má impressão que tenha deixado em mim. Você não deixou uma má impressão, Gustavo. Você cometeu um crime. Talvez agora você me pergunte por que eu não te denunciei já que você é um criminoso. Naquela noite, eu dei um nó no meu vestido para disfarçar o rasgo que você fez e me limpei como pude no elevador. Fiquei perambulando pela rua meio tonta, depois entrei num táxi e fui para casa da minha avó. Fui direto para o chuveiro limpar aquilo de mim. Me senti suja, me senti culpada, me senti inferior, me senti até ruim de cama: carreguei por muito tempo acusações que serviam para você, não para mim. Minha falta de experiência me fez acreditar que a culpa era minha, que eu apertei algum botão maldito em você e que talvez sexo fosse aquele horror mesmo. Por isso eu me mantive em silêncio. Mas meu corpo gritava!”

É PROIBIDO SORRIR - ESTHER LYA LIVONIUS

Baingani é uma sociedade machista, na qual mulheres não têm vez e nem voz. Vistas como objetos e não seres humanos, ao completarem 18 anos são vendidas e submetidas às agressões e maus-tratos de seus maridos, autorizados a lhes dar a "educação" que acharem mais conveniente.

SINOPSE: Baingani vive há século num sistema, a Política Vermelha manda e ponto final. Mas embaixo da sua cidade, embaixo da Praça Vermelha que já viu tanto sangue, embaixo das pessoas que já ouviram tantos gritos de tortura, se encontram os túneis. Túneis tão secretos quanto seus donos e a origem das Políticas. E são nesses túneis que se encontram as respostas. É em cada símbolo azul, que se encontra a resistência que lutará pela liberdade.
Em um mundo onde homens lideram, o que você fará? O que fará quando está confinado à uma Política Vermelha, onde o mais simples ato de sorrir é completamente proibido?
E você? Já leu algum livro que aborde este tema? Conhece algum destes que eu citei ou tem algum para indicar? O que acha desse assunto? Deixe nos comentários!

E todos que comentarem até o dia 30/09 estarão concorrendo a um kit incrível com marcadores, cards, livro "Contos e crônicas do absurdo", livro surpresa e chaveiro inédito de "Diário de uma escrava".

Participem!


25/08/2019

# Seletiva de contos da Editora Illuminare

Olá, queridos!


A Editora Illuminare está com novas seletivas abertas e convida você, autor nacional, a participar destas antologias pra lá de especiais. São elas:



LIVRO: "VIDAS DO AVESSO"
CONTOS DE FOBIAS, DEPRESSÃO E TRAUMAS
ORG.  LORENA CARIBÉ


Para esse livro serão aceitos contos. A temática dos contos deve obrigatoriamente abordar histórias na área de Psicologia, com temas como traumas, bullying, fobias, depressão e/ou demais problemas psicológicos.







LIVRO: "SANGUE E PÓLVORA"
CONTOS DE GUERRA.
ORG. PROFESSOR VITOR LUIZ LEITE


Para esse livro serão aceitos contos. A temática dos contos deve obrigatoriamente abordar histórias de lutas e batalhas, guerras e conflitos, quer sejam atuais ou da antiguidade.




É isso, galera! Caso conheçam algum autor que tenha interesse em participar, avise-o!

Beijos e até mais!


09/08/2019

# Dica de Leitura # 206

Título: #Acredite
Autora: Eliane Quintella
Número de páginas: 160
Ano: 2019
Editora: Independente

* Exemplar cedido em parceria com a autora.

"É pelo amor que você mergulha de cabeça no escuro e encontra a força que precisava para superar quaisquer obstáculos". 

Em um mundo dividido entre Braites e Lalulis, dois povos tidos como incompatíveis amorosamente, vamos conhecer a Braite Pamela e o Laluli Raul, dois adolescentes que ocupam lugares totalmente desiguais na escala de poderes mágicos e que estão prestes a quebrar regras milenares em nome do amor.

"Se eu acreditasse de verdade na força do amor, deveria apostar de verdade, apostar minha própria alegria, minha vida, meu destino."

Mesmo vivendo em lados opostos da cidade, eles acabam se conhecendo na escola, e ambos têm ciência de que qualquer relação afetiva é extremamente proibida entre seus povos, uma vez que os Braites ocupam uma posição de superioridade e são caracterizados por viverem em um mundo repleto de pensamentos positivos e por possuírem uma magia extremamente poderosa, enquanto os Lalulis ocupam uma posição inferior, apresentam tendências mais racionais e pessimistas, além de serem desprovidos de brilho e leveza. Sendo assim, a união entre eles poderia resultar no enfraquecimento da magia Braite.

Mas está cada vez mais difícil tentar impedir que esse sentimento cresça, pois o garoto de olhos cor de mel não sai da cabeça de Pam; bastava cruzar com ele nos corredores da escola para que seu coração batesse mais forte e uma alegria pulsante invadisse seu corpo. Porém, é apenas quando se esbarram acidentalmente que a jovem apaixonada Braite percebe não ser a única a nutrir sentimentos proibidos.

E é assim que chegam à conclusão de que o amor que sentem um pelo outro é incapaz de mantê-los separados. Mas estariam eles dispostos a pagar o preço em nome do amor? Em uma sociedade convicta de sua crença na diferença entre dois povos, seria possível dois jovens acreditarem que são capazes de mudar o mundo que os cerca e transformar a diferença em semelhança? Será que o sofrimento permitirá que eles fiquem mais fortes? E se o princípio das grandes magias é que o amor é capaz de transformar a realidade, por que recriminá-lo?

"O amor faria tudo valer a pena. O amor era a maior força que existia e dele brotavam sentimentos maravilhosos. O amor é transformador."
"Não evitava as feridas, pelo contrário, eu me expunha a elas para que em algum momento deixassem de doer tanto."
"Nossa força vem do nosso sofrimento e da nossa superação."

Vencedor do "The Wattys Awards", a obra tem uma mescla de contos de fadas moderno, aliada a um romance juvenil envolvente, cuja profundidade da narrativa consegue ser tão intensa a ponto de a analogia construída por Eliane Quintella conseguir nos levar a reflexões pertinentes e bastante atuais, ressaltando temas importantes como preconceito e intolerância.

Perspicaz e inspirador, #Acredite, como o próprio título sugere, é um livro que nos instiga a acreditar no amor, na vida, no mundo que nos cerca e principalmente em nós mesmos. É uma lição sobre fé, perseverança e, sobretudo, amor.

Esse foi o meu primeiro contato com a escrita da autora e devo salientar que ao receber o livro e ler a primeira frase, já tive a certeza que iria amar! Eliane soube muito bem conduzir o enredo, dando ritmo, leveza e preenchendo a narrativa de significados e belas lições. O único defeito é que acabou rápido demais! Sinto que precisava conhecer mais sobre aquele mundo e toda a revolução que a crença de Pam trouxe à tona perante a sociedade em que vivia.

Esta edição é independente e é possível perceber todo o cuidado que a autora teve com o livro: capa, diagramação, revisão, ilustrações... Tudo lindo!

Se você está em busca de uma leitura rápida, simples e que aqueça seu coração, mas que em contrapartida tenha muito a agregar em sua bagagem como leitor, #Acredite é a obra certa para você!


"Os limites estão só nas nossas cabeças. Nunca acredite neles."
"A magia flui por nossas vidas. Basta estarmos abertos a acreditar."
"Mas foi tudo necessário e importante, sempre é, o caminho guarda as lições que precisamos aprender." 

CLASSIFICAÇÃO: 


ÓTIMO!



22/07/2019

# Dica de Leitura # 205

Título: Kakopi, Kakopi!
Subtítulo: Brincando e jogando com as crianças de vinte países africanos
Autor: Rogério Andrade Barbosa
Número de páginas: 48
Ano: 2019
Editora: Melhoramentos

* Exemplar cedido em parceria com a editora.

Criança é criança em qualquer lugar do mundo, e não há uma sequer que não goste de se divertir por horas a fio, não é verdade?

Em Kakopi, Kakopi - Brincando e jogando com as crianças de vinte países africanos, vamos conhecer Korir e Chentai, dois irmãos que estudam e vivem no Quênia, e que foram desafiados por seu professor a pesquisar e escolher as brincadeiras mais divertidas e interessantes de todo o continente africano. Mas essa tarefa não foi nem um pouco fácil, afinal, foram muitas cartas e e-mails recebidos e, além do inglês, idioma falado no Quênia, as duas crianças também se depararam com brincadeiras em outras línguas, como português, francês e árabe. Ainda bem que conseguiram uma ajuda mais que especial para traduzir tudo aquilo...

Agora, com a pesquisa feita e as brincadeiras selecionadas, chegou a hora de expor o trabalho que, sem dúvida, foi um sucesso!


O enredo baseia-se nas pesquisas e andanças do autor pelo continente africano, e as belíssimas ilustrações de Marilia Pirillo permitem que essa viagem se torne ainda mais divertida e inesquecível. Embora sejamos convidados a conhecer novas maneiras de brincar, é possível perceber que alguns jogos e brincadeiras se assemelham àqueles praticados aqui no Brasil, pois como diria o escritor moçambicano, Mia Couto: "Vivemos em geografias diferentes, mas estamos sentados na mesma varanda". Além disso, através das brincadeiras citadas, acabamos conhecendo um pouco mais sobre os costumes, tradições e até mesmo a própria história do continente africano.

Fica aqui o meu convite para você embarcar nesta viagem cultural, cuja leitura é rápida e simples, porém, repleta de diversidade e conhecimento!

CLASSIFICAÇÃO: 

MUITO BOM!


19/07/2019

# Semana do Livro Nacional - Editora Illuminare

E aí, galera linda?
Tudo bem?

No post de hoje trago um convite bem especial da Editora Illuminare para vocês. Trata-se da Semana do Livro Nacional.



ENDEREÇO:
Fundação Museu da Imagem e do Som
Praça Luiz Souza Dantas, 1, 20021-190 Rio de Janeiro    

EIS OS LIVROS QUE A EDITORA ESTARÁ LEVANDO PARA APRESENTAR AO PÚBLICO...

Lobistratusdilapirulobis - JackMichel (A Escritora 2 em 1)

Cidade noturna

Beija a minha boca

Carpe Noctem

King – Poe – Lovecraft

ENTRE O BEM E O MAL

ESPINHOS E ROSAS - BILÍNGUE

Contos Insólitos – bilíngue

Crimes e Suspeitos

Será feito também o lançamento do primeiro livro da trilogia de suspense da Illuminare: Prenúncio do Medo - Presságio.

E além disso, terá também muitos brindes

Convidem os amigos e vamos festejar juntos a Semana do Livro Nacional.

ENTRADA GRATUITA!!

Saudações literárias.