Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

04/04/2020

# Dica de Leitura # 222

Título: Mergulho
Subtítulo: Crônicas para ler e sentir
Autora: Silvia Waltrick
Número de páginas: 96
Editora: InVerso
Ano: 2018

* Exemplar cedido em parceria com a editora.

"Naquele momento eu entendi que soltar é a única forma de obter. Naquele instante, eu aprendi a pertencer."

Em sua obra de estreia no meio literário, Silvia Waltrick convida o leitor a fazer um mergulho em sua própria intimidade ao propor, através de crônicas extremamente sensíveis, uma percepção de mundo totalmente diferente.

É assim que embarcamos em uma viagem rumo às (des) conhecidas complexidades da vida, mergulhando em nossa própria mente, alma e coração, como o título sugere.

Permeada por uma montanha-russa de sentimentos, esta narrativa de cunho poético consegue abordar os mais diversos temas, que ganham consistência nas entrelinhas do mar de palavras aqui apresentado, e cumpre o que promete, deixando as emoções tão à flor da pele que o coração chega a errar uma batida!

Intenso, inspirador e familiar, "Mergulho" me proporcionou uma experiência de autoconhecimento extraordinária e foi uma das poucas vezes em que me vi envolvida da mesma forma com todas as crônicas de um livro, sem exceção. Cheguei ao fim da leitura imersa em minhas próprias reflexões, saboreando cada palavra lida e cada detalhe desta obra tão prazerosa e transformadora, que só veio a agregar em minha bagagem não apenas como leitora, mas também como pessoa.

"O Universo é mágico e sabe onde devemos ser plantados. Onde temos o que aprender e ensinar. Onde temos que crescer. Onde precisamos maturar."

É por isso que sou muito grata à literatura, de forma geral, por permitir que eu me reinvente a cada história que leio e a cada lição que aprendo. Se você é assim como eu, leia esse livro e descubra porque eu o favoritei com louvor.

"Gratidão para sempre. Pelo pior e o melhor de mim, que agora me pertencem."

23/03/2020

# Dica de Leitura # 221

Título: Microscópio
Autora: Delma Maria Lucchini
Número de páginas: 108
Ano: 2019
Editora: InVerso

* Exemplar cedido em parceria com a editora.

Composto por microcontos (narrativas bem curtinhas, que primam pela concisão e brevidade, causando um efeito de impacto no leitor) e microletrados (microcontos escritos com palavras iniciadas com a mesma letra), “Microscópio” nos convida a utilizar as lentes da contemplação para interpretar as entrelinhas deste gênero, capaz de dizer tanta coisa em tão poucas linhas. 

Há quem diga que são fáceis de escrever, mas eu discordo: é necessário ter muito jogo de cintura e um vocabulário apurado para conseguir abordar de forma rápida, sucinta e precisa temas rotineiros, críticas sociais e reflexões sobre os mais diversos assuntos, assim como a autora fez tão brilhantemente nesta obra.

"Vida breve, resumida em uma frase. Um parágrafo seria excesso."
"Conheceu cedo o poder terapêutico de um carinho, assim como o prazer de delicadas cócegas. Hoje é poeta. Dedica-se a fazer cócegas na alma, e segue curando o mundo." 

Com muita técnica e habilidade, Delma Maria Lucchin consegue brincar com as palavras de maneira leve e sutil, proporcionando que o leitor ora conheça outros mundos, ora explore o seu próprio. Além disso, a otimização das páginas e fontes alternadas, características do concretismo, tornam a leitura ainda mais atraente e encantadora.

CLASSIFICAÇÃO: 

ÓTIMO!


21/03/2020

# Dica de Leitura # 220

Título: Elo do nosso amor
Autora: Malu Simões
Número de páginas: 72
Ano: 2019
Editora: AllBook

* Exemplar cedido em parceria com a autora.

"Quando somos jovens e cheios de sonhos grandiosos, achamos que vamos encontrar outras pessoas em nossas vidas que substituam um grande amor. Constatei a duras penas que não é bem assim..."

Dizem que amores de verão não foram feitos para durar... Pelo menos era nisso que o bem-sucedido Davi acreditava.

Em uma viagem a Arraial D'Ajuda, na Bahia, ele acaba se envolvendo com Liz, uma morena de pele cor de jambo, belíssima e encantadora. Juntos, viveram um rápido, porém, intenso romance. Mas assim que a temporada de verão chega ao seu fim, eles trilham caminhos diferentes. Ele, movido pela ambição, isola-se de tudo e de todos em Londres, a fim de atingir seus objetivos profissionais na carreira de advocacia. Enquanto ela se muda para São Paulo para cursar a faculdade de Administração de Empresas.

Passados alguns anos, os dois acabam se reencontrando, e é em uma noite de Natal que além de reavivar aquela antiga chama que os une, algo bem maior faz com que o elo entre eles se estreite ainda mais.

"Apenas acredite. Siga o que seu coração indicar."

Com capítulos intercalados entre os dois protagonistas e uma narrativa rápida e fluída, Malu Simões nos presenteia, mais uma vez, com uma história envolvente e muito bem ambientada. Esse, inclusive, é um dos pontos fortes dos livros da autora: ela se preocupa em estudar e pesquisar minuciosamente cada detalhe, dando a sensação de estarmos inseridos na cultura, nos costumes e tradições do lugar.

Exalando emoções e abordando temas como escolhas, perdão e recomeços, Elo do nosso amor é um conto apaixonante que nos traz inúmeras reflexões e nos faz torcer pelo final feliz dessa encantadora história de amor que resistiu bravamente aos impasses da vida. Recomendadíssimo!

"Quando a desesperança enraizar em seu coração, quando a paz escorrer pelas mãos, quando o desânimo subtrair suas energias, não desanime, a tormenta passará se você tiver olhos para ver e ouvidos para ouvir as oportunidades que a vida lhe trouxer."

CLASSIFICAÇÃO: 


ÓTIMO!



# Dica de Leitura # 219

Título: Bodas de sangue
Autor: Pierre Lemaitre
Número de páginas: 272
Ano: 2020
Editora: Gutenberg

* Exemplar cedido em parceria com a editora.

Sophie Duguet levava uma vida pacata ao lado do marido, até que começou a sofrer lapsos de memória. Sua vida resumia-se em apagões inexplicáveis, dos quais ela despertava sem fazer ideia do que acontecera anteriormente; era como se não tivesse mais o controle da própria vida.

Começou perdendo itens pessoais, os quais misteriosamente acabavam aparecendo em lugares inusitados, depois passou a esquecer-se de compromissos, que surgiam remarcados em novas datas, também acabou se envolvendo em roubos dos quais não se lembrava e, por fim, teve seu nome associado a vários crimes que aconteceram ao seu redor. Primeiro foi a sogra, depois o marido enfermo, e agora, o menino de quem cuidava. Será que alguém acreditaria na sua inocência diante de tantos indícios se nem ela mesma acredita?

Com a certeza de estar ficando louca, agora só lhe resta sumir de vez e tentar reconstruir sua vida longe de tudo e de todos. Mas até quando ela será capaz de fugir de sua própria mente que a atormenta até mesmo em sonho?


Neste thriller psicológico carregado de suspense e mistério, nos deparamos com uma trama contundente de tirar o fôlego e que nos envolve do início ao fim. Mesmo se tratando de ficção, algumas situações me incomodaram um pouco, pois não pareciam totalmente críveis, mas quem sou eu para questionar até que ponto chega a insanidade de uma pessoa motivada pela vingança? 

Em todo caso, esse livro mexeu muito comigo e, apesar de o enredo se mostrar um tanto confuso na primeira parte, na segunda, onde acompanhamos a trama pela perspectiva de Frantz, um narrador-personagem extremamente decisivo dentro do enredo, é que as peças vão se encaixando e as lacunas anteriormente observadas são gradativamente preenchidas, resultando em inúmeras teorias e hipóteses que serão respondidas apenas na terceira parte, onde nos deparamos com o desfecho surpreendente desta história tão bem amarrada e engenhosa.

Inquietante, eletrizante e perturbador, Bodas de Sangue fala sobre obsessões, medos, delírios, solidão e vingança, mas, acima de tudo, sobre perder tudo, inclusive o controle da própria vida.

CLASSIFICAÇÃO: 


ÓTIMO!


13/03/2020

# Dica de Leitura # 218

Título: Abismo do mal
Autores: Vários
Organização: Gabriel G. Sampaio
Número de páginas: 264
Ano: 2019
Editora: Lura Editorial

* Exemplar cedido em parceria com a editora.

"Eu estava perdida entre o delírio e a verdade."

Nesta sexta-feira 13, trago uma indicação bem diferente do que vocês costumam ver por aqui. Trata-se da antologia organizada por Gabriel G. Sampaio em homenagem ao horror cósmico de Lovecraft.

Diferente do horror sanguinário e violento que eu pensei que seria abordado nestes 32 contos, acabei me deparando com um horror mais psicológico, fruto da mente humana tomada pelo medo do desconhecido.

"O medo é a mola mestre que sustenta a mente humana."
"Há um medo que me invade por completo e transborda pelos poros da minha pele." 

Com uma aura surreal e abordando histórias baseadas em mitos, lendas, rituais enigmáticos e até mesmo mistérios que envolvem a Floresta Amazônica, esta antologia faz o leitor mergulhar em um mundo onde o sobrenatural se faz presente e colocar sua própria sanidade em pauta, diante do surgimento de criaturas asquerosas e horripilantes que trazem à tona sentimentos como dúvida, asco e fraqueza.

Como são muitos contos, é impossível falar de todos, mas de maneira geral, muitos autores se destacaram em suas narrativas, outros, porém, deixaram a mensagem que queriam passar um tanto quanto nublada e desconexa.

Entre os contos que mais chamaram a minha atenção estão: "O segredo do Barão de Grão-Mogol" (o melhor de todos na minha opinião), "O açude", "Úmido", "As vozes do Vôrgaoth", "O quadro na parede", "O machado cósmico" e "Insanidade letárgica".

Feito de fã para fã e trazendo à tona críticas necessárias, "Abismo do Mal" é uma excelente opção para aqueles que desejam se aventurar por um novo gênero literário e conhecer um horror cósmico com pitadas do nosso folclore nacional.

"Nossa vida é uma piada de mau gosto e nossa existência um azar entre as possibilidades."

 CLASSIFICAÇÃO: 



03/03/2020

# Dica de Leitura # 217

Título: Turma da Mônica - Contos da Carochinha
Autor: Mauricio de Sousa
Número de páginas: 160
Ano: 2019
Editora: Girassol

Sabe aquelas histórias que nos acompanham desde a tenra infância, contadas oralmente de geração em geração, e que nos levam a viajar para lugares fantásticos?

Pois bem, esta obra reúne onze clássicos infantis, interpretados por personagens extremamente queridos e pra lá de especiais! Mônica e toda a sua turma entram em cena para dar vez e voz aos renomados contos da Carochinha.

Mas, afinal, que tipo de conto é esse?

"Histórias da Carochinha" foi o primeiro livro infantil publicado em nosso país, e isso fez com que o termo "carochinha" fosse incorporado no folclore brasileiro, representando a famosa baratinha dos contos infantis de Portugal.

Abordando temas como superação, amizade, tolerância e resiliência, esses contos, além de emocionar e entreter, trazem à tona valores universais, resultando em valiosos ensinamentos que sustentam a base de formação da criança como ser social.

Os clássicos que fazem parte dessa belíssima edição ilustrada são:

- A Bela e a Fera
- Gulliver
- Cachinhos Dourados
- Os três porquinhos
- A princesa arrogante
- João e o pé de feijão
- A princesa e a ervilha
- Pinóquio
- Romeu e Julieta
- O mágico de Oz
- O flaustista de Hamelin

Quando vi esse livro, mesmo depois de adulta, não pude deixar de comprar, pois reúne duas de minhas grandes paixões: os contos da Carochinha e a turma da Mônica, que tanto me influenciaram quando eu era pequena e que sem dúvida foram essenciais para a minha formação como leitora. Portanto, deixo aqui a minha indicação não apenas para aqueles que têm crianças na família, mas também para todos os admiradores destas histórias que embalaram nossos sonhos por tanto tempo! E você? Quais livros marcaram sua infância! Me conta tudo nos comentários!

CLASSIFICAÇÃO: 



02/03/2020

# Dica de Leitura # 216

Título: A moça caminha alada sobre as pedras de Paraty
Autor: Vitor Miranda
Número de páginas: 96
Ano: 2019
Editora: Desconcertos

* Exemplar cedido pelo autor.

"Quando durmo sonho quando acordo corro atrás dos meus sonhos e acordado vejo a cidade dormir e dormindo a cidade sonha e nesse sonho a gente caminha sem pressa."


Entre sonhos e devaneios, caminhamos rumo a uma trajetória de encontros, e às vezes desencontros, de um amor à primeira vista.

Após avistar aquela que caminha alada sobre as pedras de Paraty, o poeta teve certeza; com apenas um olhar, a moça arrebatou seu coração e passou a habitar os seus sonhos, se fazendo exclusiva em sua mente, até se tornar única em sua vida.

Mas nem só de encantamentos vive um homem apaixonado. A realidade, na maioria das vezes, é dura, ainda mais quando as obrigações do dia a dia contrapõem os jogos de sedução e a solidão em tempos de escuridão resultam no exílio. 

É diante de tantas intempéries que o autor se questiona: até quando uma história de amor pode resistir?

Através de um texto disforme que tudo diz, o narrador nos induz a entrar em sua mente e enxergar o mundo com os seus olhos. E é nessa montanha russa de palavras que temas como perdas, saudade, amor e reencontros ganham cores e formas.

Nesta mescla de gêneros textuais, Vitor exalta um misto de realidade sensível com a estética pós-modernista e o resultado vai além da escrita poética e da construção de um texto fora dos padrões: o que temos aqui é a personificação dos sentimentos humanos. Então, se além de ler, você gosta de sentir o livro, essa dica é para você!

CLASSIFICAÇÃO: