Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

08/08/2017

# Primeiras Impressões: A Caminho da Eternidade

Olá, leitores!
Como estão?

Hoje eu trago as minhas primeiras impressões do livro A Caminho da Eternidade da autora Tatiane Tálita. Confesso que assim que vi o livro ser divulgado nas redes sociais, fiquei apaixonadíssima pela capa e, depois de tomar conhecimento do enredo, fiquei ainda mais! Descubra o porquê:

No prólogo, a autora já traz reflexões impactantes sobre a efemeridade da vida e a forma como a vivemos. Questão essa, com a qual Isabela Gusmão de Alvarenga sofre constantemente e há muito tempo: por algum motivo (que não é relatado nos primeiros capítulos), ela cresceu dentro de uma redoma de vidro e todo esse cuidado dos pais para que ela viva mais e melhor está sufocando a jovem que, ao completar 18 anos, decide se mudar da casa dos pais e viver em São Paulo com o irmão, Felipe. Ela só não imaginava que ele dividisse o apartamento com um amigo, Oliver. Aliás, um lutador muito lindo e que sabe muito bem o poder de sedução que tem em suas mãos. Encantada à primeira vista, porém, decepcionada logo em seguida, Bela não será apenas uma garotinha idiota e apaixonada, mas sim uma mulher muito decidida e que tem grandes chances de levar o "suicida", como Oliver é conhecido nos ringues, ao nocaute.

Apesar de estar claro que Oliver e Bela viverão uma paixão bem clichê, o enredo tem toda uma mágica e intensidade que consegue defini-lo como único por trazer uma bela lição de vida. Outro aspecto que me chamou a atenção é que os capítulos são narrados ora por ele, ora por ela, o que deixa a narrativa muito mais fluída ao mostrar ao leitor os dois lados da história. 
Algo que me incomodou um pouco durante a leitura foram alguns erros de revisão, mas nada que impeça o entendimento da narrativa como um todo.
Estou ansiosa para ler a obra na íntegra e se você também ficou curioso por esse romance envolvendo drama, não deixe de adquirir seu exemplar na Amazon ou no Wattpad.

"Para alguns, a vida passa lenta demais e para outros rápida como um piscar de olhos. E a diferença está na forma como as pessoas encaram e conduzem suas vidas. Existem duas maneiras: você pode ser passageiro do destino e vai para onde ele te levar, aceitando tudo em silêncio; ou você pode ser o condutor, assumindo as rédeas, se arriscando e tornando seu instante imensamente feliz."

Beijos! 


Nenhum comentário :

Postar um comentário